Vinhos da Áustria

Vinhos da Áustria

A conversa de hoje é sobre os vinhos austríacos, e se você ainda não conhece os vinhos dessa região é hora de começar a descobrí-los e aproveitar, pois eles tem uma agradável personalidade própria.

A Austria é um país com uma das culturas mais antigas da Europa central, apesar da sua viticultura ser um tanto quanto desconhecida, o país vem experimentando uma revolução vinícola, melhorando seus vinhos e alcançando excelentes níveis de qualidade, deixando para trás os vinhos de qualidade duvidosa dos anos 80.

A história do vinho na Áustria

A história da viticultura vem desde a época do Império Romano. Porém só após o final da Primeira Guerra Mundial que houve um considerável desenvolvimento da produção de vinho na Austria.

Nos anos 80 houve um escândalo envolvendo os produtores de vinhos austríacos quando um grupo de viticultores foram presos por adicionarem uma substância chamada dientilenglicol, uma subtância anticoagulante, para simular a podredumbre noble (em português, podridão nobre) e proporcionar mais corpo ao vinho. Isso fez com que o governo tornasse as leis de controle da indústria enológica mais rigorosas.

Atualmente a crise está superada graças ao esforço de bodegueiros que procuraram além de melhorar a formação técnica dos jovens viticultores, também passaram a cultivar novas variedades, reduziram o rendimento por planta aumentando assim a qualidade dos seus vinhos.

Geografia, clima e solo

  • O relevo austríaco é formado por terrenos planos, montanhas e colinas responsáveis por uma paisagem lindíssima sendo o Danúbio o principal rio.
  • O clima é mais continental com verões quentes e primaveras frescas.
  • O solo é bem variado, composto de areia, argila, ardósia e o fértil loess. Algumas regiões são mais secas e outras permanecem sempre verdes.

 Regiões vitivinícolas

Na Austria encontramos 4 principais regiões vitivinícolas, que são elas:

  • Niederösterreich (Baixo Austria): apresentam seus vinhedos as margens do rio Danúbio, apresentando solos vulcânicos e seu especial microclima, gera vinhos brancos, secos, frutados e com carácter mineral. As principais variedades cultivadas a região são: Grüner Veltliner, Weissburgunder (Pinot Blanc) e Riesling.
  • Burgenland: localizada a leste do país é a região vinícola mais plana e quente da Austria. A produção de vinhos tintos superou os brancos e devido ao ótimo amadureciemnto das uvas. A presença de temperaturas mais brandas pela manhã fazem toda diferença, gerando vinhos com equilíbrio de acidez.

É produzida também nesta região, vinhos doces feitos a partir de uvas atacadas pelo fungo Botrytis cinerea.

As principais uvas brancas cultivadas são: Grüner Veltliner, Weissburgunder e Müller-Thurgau. As tintas, destacamos: Blaufränkisch, Zweigelt, Sankt Laurent.

  • Steiermark: região situada no sul do país e mais montanhoso que produz vinhos secos e intensos de Sauvignon Blanc, Chardonnay (Morillon) e Welschriesling. Tem um clima mediterrâneo que ajuda a proteger as uvas de maduração mais tardia.
  • Wien: se produz vinhos jovens e mais simples que são amplamente consumidos nos Heuringen (pequenos locais rústicos onde os produtores servem seus vinhos).

Denominações de Origem na Áustria

As Denominações de Origem são conhecidas como DAC  (Districtus Austriae Controllatus) sendo que esta classificação é exclusiva para os vinhos secos. As DACs vão delimitar as regiões, definir as variedades de uvas autorizadas para o cultivo, níveis mínimos de teor alcoólico, etc.

Vamos aqui listar as Denominações de Origem em cada região vitivinícola:

  • Niederösterreich: Wachau, DAC Wienviertel, DAC Kamptal, DAC Kremtal, DAC Traisental, DAC Carnuntum e Wangram.
  • Wien: incluir. sub-região de Wiener Gemischter Satz.
  • Burgenland: DAC Eisenberg, DAC Neusiedlersee, DAC Leithaberg e DAC Mittelburgeland.
  • Steiemark: DAC Sudsteiermark, DAC Sudosteiermarksometerse e DAC Weststeiermark

Destacamos aqui a região de Wachau, que é a região vitivinícola mais famosa da Austria. Atravessada pelo rio Danúbio, tem uma enorme variedade de solos e seu relevo com bastante inclinação. Com clima bem quente no verão e temperaturas mais frescas à noite.

As principais uvas de Wachau são a Grüner Veltliner e a Riesling gerando vinhos com grande personalidade.

Em Wachau também se utiliza uma classificação própria de qualidade.

As variedades de uvas

As variedades brancas são as mais cultivadas na Austria, com destaque para autóctona Grüner Veltliner, que geram vinhos secos, frutados, com muita acidez, com corpo e capacidade para o envelhecer.

Entre as variedades tintas, as principais são a Zweigelt e a Blauer Portugieser com seus vinhos jovens e frutados.

Degustando um vinho austríaco

Agora chegou o momento de por em prática e beber um vinho austríaco.

O vinho que vamos beber e fazer a análise sensorial é um varietal (elaborado somente a partir de uma variedade de uva) da Zweigelt da região de Niederösterreich.

Ahhh como você pode observar pela imagen, ele é tampado com uma screw cap. E se você tem alguma dúvida ou põe em dúvida a qualidade dos vinhos fechados com esse tipo de tampa, dá uma conferida em nosso artigo sobre os tipos de rolhas dos vinhos.

O vinho é o Sandgrube 13 (Winzer Krems) 2018 e se enquadra na categoria Qualitätswein (uma classificação de qualidade ), que são vinhos de qualidade cujas uvas tem que proceder de uma única zona vinícola e ter o mínimo de graduação alcoólica determinada pela administração. Segue então a análise sensorial do vinho:

  • Visão: a cor é violeta
  • Olfato: aromas de frutas como frambuesas e cereja e um pouco de especiarias, como canela.
  • Paladar: fresco, acidez dando vida com um final picante.

Agora chegou a hora de você também praticar. Então escolha um vinho de alguma região vitivinícola da Austria e aproveite para ir anotando suas impressões.

Assista também o vídeo que fizemos que já está disponível em nosso canal do YouTube.

Salud 🍷🍷!!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!