Castelo Santa Barbara – Alicante/Espanha

Castelo Santa Barbara – Alicante/Espanha

O Castelo Santa Bárbara fica bem no centro da cidade de Alicante (Comunidade Valenciana, na Espanha), a 175 km de Valência e 425 km de Madrid.

O Castelo está localizado no topo do monte rochoso Benacantil, cujo nome tem origem de “bena”, em árabe e “peña” em latín, que significa grande rocha, e “Laqanti” em árabe, que significa Alicante, portanto, a grande rocha de Alicante.

História do Castelo

A provável origem do castelo é do final do século IX, quando a região era dominada pelos muçulmanos, porém pelos constantes ataques sofridos pelo castelo ao longo da sua história, torna-se mais difícil encontrar vestígios arquitetônicos que comprovem a ocupação islâmica. No entanto, já foram achados peças de cerâmica em escavações arqueológicas no “Macho del Castillo” (parte mais antiga e mais alta do castelo), que fundamentam sua origem árabe.

No século XIII a cidade foi conquistada pelos cristãos, que a princípio não efetuaram grandes mudanças.

Em 4 de dezembro de 1248, a fortaleza foi tomada por Alfonso de Castilla (futuro rei Alfonso X, o Sábio). Nessa data se comemora o dia de Santa Bárbara, por isso o castelo recebeu o nome em homenagem a Santa.

Em 1296, Jaime II conquista o castelo para os castelhanos.

Um século depois, Pedro IV, o Cerimonioso, manda que sejam feitas outras reformas.

No início do século XVI, o rei Carlos I, ordena a fortificação, tanto da cidade de Alicante, como também do Castelo.

Na metade do século XVI, Felipe II ordena sua remodelação, onde foram feitas reformas importantes que converteram o Castelo Santa Bárbara num dos exemplos mais relevantes da arquitetura militar renascentista da província de Alicante.

O castelo passou por um período de grandes destruições, por exemplo, em 1691, Alicante sofreu muitos bombardeios pela esquadra francesa que atingiram muito o castelo, como também, as ações bélicas entre 1706 e 1709, durante a Guerra de Secessão, onde esteve sob domínio dos ingleses. A última ação militar sofrida foi em 1873, quando a fragata “Numancia”, de rebeldes de Cartagena, lançaram projéteis sobre a população e o castelo.

Durante a Guerra Civil Espanhola e a Segunda República, o castelo foi utilizado como cárcere dos prisioneiros de guerra.

O Castelo Santa Bárbara permaneceu abandonado até 1963, quando foi inaugurado os elavadores e aberto ao público.

O Castelo

O Castelo Santa Bárbara é formado por três recintos distintos:

  • O mais alto: chamado “La torreta”, onde está a velha Torre del Homenaje. É a parte mais antiga do castelo, que data do século XI ao XIII. Nesse recinto também estão localizados:
    • Baluarte dos Ingleses
    • Parque dos Engenheiros
    • Sala Nobre
    • Casa do Governador
    • Macho del Castillo”: que é a parte mais elevada onde existia a Alcazaba Medieval (muralhas, torres, edifícios). Com a destruição da Alcazaba foi criado uma grande área plana, que servia de plataforma para artilharia.
  • Parte intermediária: onde estão as dependências mais importantes como:
    • Salão Felipe II
    • Corpo da Tropa
    • Pátio das Armas
    • Ruínas da ermita de Santa Bárbara

 

 

 

 

 

 

    • Corpo da Guarda
    • Baluarte da Rainha
  • Parte inferior: data do século XVIII e é formado por:
    • Revellín del Bon Repós: atualmente é onde funciona o estacionamento
    • O grande escudo de mármore branco, que fica sobre a porta de acesso
    • Real Consulado de Mar: edifício destruído por uma explosão

Montanha com formato de um rosto

Da praia de Postiguet , se observarmos a montanha, onde está localizado o Castelo Santa Bárbara, podemos ver uma imagem que lembra o rosto de uma pessoa, e que recebe o nome de “o rosto do mouro”.

A grande explosão

Um dos feitos mais importantes da história do Castelo Santa Bárbara aconteceu durante a Guerra de Sucessão pelo trono da Espanha entre o Borbón Felipe V e o duque Carlos.

Os ingleses, aliados de Carlos, seguiam bombardeando por 8 dias, a cidade de Alicante. No dia 8 de agosto de 1706, tropas aliadas holandesas e inglesas, tomaram a cidade. Regimentos napolitanos e alguns alicantinos, sob o comando do francês Mahony, se refugiaram no castelo. Em 7 de setembro, quando o castelo estava sob um intenso ataque, Mahony entrega o castelo aos ingleses.

Em 1708, os borbons chefiados por D’Asfelf e suas tropas, ocuparam novamente a cidade de Alicante. Porém o castelo permaneceu nas mãos dos ingleses. D’Asfelf arquitetou um plano para recuperar a fortaleza. Ele e seus comandados escavaram túneis até formarem uma mina na base do castelo e encheram-na com pólvora. Foram feitos vários convites por D’Asfelf à Richard, comandante inglês, para que este deixasse o castelo e se rendesse. Como a resposta foi negativa, tacaram fogo na mina, provocando uma grande explosão, na qual uma parte do castelo ficou destruída.

De prisão até os dias atuais

Em meados do século XIX o Castelo Santa Bárbara foi perdendo sua importância militar e passou a ter a função de prisão. Em 1893, por considerar nulo o interesse militar, o Governo ordenou que o castelo fosse desativado. Em 1918, o castelo foi utilizado para alojar os doente afetados pela cólera e mendigos, e somente a partir de 1929 o castelo passou a ser administrado pela prefeitura.

Nos anos 60 o castelo foi aberto ao público devido ao interesse turístico, até que em 1961 foi declarado Monumento Histórico-Artístico.

Nós fizemos a visita ao Castelo Santa Bárbara de maneira livre. A vista da cidade de Alicante a partir do castelo, é belíssima, dando para ver de forma panorâmica a cidade banhada pelo Mediterrâneo.

O site oficial do castelo é www.castillosantabarbara.com, lá você encontra todas as informações necessária e atualizadas, como horários das visitas guiadas e eventos promovidos no castelo.

Nosso vídeo no Castelo Santa Bárbara já está disponível em nosso canal do YouTubeConfere lá.

Salud!!🏰🏰

 

Booking.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!