Castelo de Chinchilla Montearagón – Espanha

Castelo de Chinchilla Montearagón – Espanha

O castelo que é o maior símbolo da cidade, foi reconstruído no século XV sobre uma antiga fortaleza árabe, a mando de Juan Pacheco, Marqués de Villena. Ele fica localizado na cidade de Chinchilla de Montearagón, Comunidade Autônoma de Castilla La Mancha (Espanha) a 270 km de Madrid.

Outra opção é chegar pelo aeroporto de Alicante-Elche, alugar um carro e ir até Chinchila de Montearagón que fica a 155 km do aeroporto ou pelo aeroporto de Valência, a 180 km.

 História  do Castelo

A fortaleza, por sua posição estratégica, sempre despertou interesse em todos os povos ibéricos, romanos, visigodos e árabes que dominaram a região em épocas distintas.

O castelo como vemos hoje sobre a colina com o antigo povoado a sua margem,  é o resultado de reformas realizadas no século XV.

Em 1707, a cidade de Chinchilla foi cenário de alguns episódios durante a Guerra de Sucessão Espanhola, devido ao seu território estratégico e fortificado.

Os franceses durante a Guerra da Independência invadiram o Castelo de Chinchilla, tomando a Torre del Homenaje e queimaram os artigos que continham parte da história da cidade.

Curiosidade 

O fato mais curioso desse castelo é que ele serviu de cárcere para César Borgia, filho do Papa Alejandro Borgia. Mas como assim, filho de um PAPA ? Pois é, Borgia foi o primeiro Papa a quebrar o celibato e as histórias sobre ele e sua família, hoje em dia, dariam bastante matéria para sites de fofocas, pois era um escândalo atrás do outro.

Arquitetura

Sua arquitetura é de estilo gótico renascentista. Ele é formado basicamente por muros feitos de pedras e argamassa com torres cilíndricas. A muralha tem aberturas estreitas que eram usadas para o disparo de flechas.

Da época de dominação muçulmana temos alguns restos de muralha e as portas do Diabo e Tiradores.

A coisa que mais impressionante da construção desse castelo é o fosso de 10 metros de largura e 6 metros de profundidade construído sobre uma rocha e que circunda todo o castelo.                                                   

Visitas

Visitamos o castelo só pelo lado de fora. Estão sendo realizadas reformas na parte interna do castelo, por isso as visitações estão canceladas no momento.

Porém como adoramos as histórias medievais não poderíamos deixar de conhecer a cidade de Chinchila de Montearagón, pois ela é um dos “pueblos” mais antigos da província de Albacete e é  considerado uma jóia medieval que conserva varias construções que guardam a história dessa época.

A cidade

Como falamos acima, o povoado de Chinchilla de Montearagón merece a visita pois nele encontramos, aos pés da muralha,  as casas-cavernas caracterizadas por suas chaminés brancas que separam a parte exterior da interior encravada na própria rocha.

chamine casa caverna

E continuando uma caminhada despretenciosa por essa pequena cidade que tem cerca de 4.000 habitante, nos deparamos com rastros medievais pelo caminho.

Outras atrações que encontramos na vila são: o Museu de Cerâmica Nacional, os banhos árabes (não se pode visitar), o convento de Santo Domingo e a Igreja de Santa Maria do Salvador.

Quando visitamos o Castelo de Chinchilla de Montearagón ficamos hospedados em Villarrobledo que fica a 100 km de distância, o que foi ótimo já que estávamos fazendo a rota por vários outros castelos em Castilla La Mancha. Se desejar ver a disponibilidade de hospedagem nessa região pode procurar clicando aqui.

Para programar essa e outras viagens acesse nossa página aqui no blog. Damos as dicas de tudo que você vai precisar para planejar todas suas viagens. É só clicar aqui.

O vídeo sobre esse e outros castelos estão disponíveis em nosso Canal do YouTube. Confere lá!

Salud!! 🏰🏰

Booking.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!