Castelo Alcalá del Jucar e as incríveis “CASA CAVERNA”

Castelo Alcalá del Jucar e as incríveis “CASA CAVERNA”

O Castelo Alcalá del Jucar fica na cidade de mesmo nome, na província de Albacete (Comunidade Castilla La Mancha/Espanha) a 287 km de Madrid. Para que você tenha uma melhor experiência conhecendo este e outros castelos na Rota Dom Quixote será necessário alugar um carro. Deixamos aqui nossa sugestão de site de pesquisa para aluguel de carro, é só clicar e alugar seu carro.

Quando visitamos o castelo ficamos hospedados na cidade de Villarrobledo a 138 km do Alcalá del Jucar, um lugar central para quem pretende conhecer os castelos existentes em Castilla La Mancha.

Além de castelos, caso você curta também história e beleza natural, a vila de Alcalá del Jucar tem que fazer parte do seu roteiro, principalmente se você pretende visitar a terra de Dom Quixote de La Mancha. Aqui no blog temos uma página com ótimas dicas para te ajudar a planejar sua viagem.

Curiosidades

Duas lendas cercam a história do Castelo de Jucar, uma está relacionada com o suicídio da princesa Zulema que, sabendo que seria raptada pelo árabe Garadén e teria que se converter em muçulmana, prefere se jogar da torre do que casar-se com ele.

A segunda versão dessa lenda é bem menos trágica e diz que a árabe Zulema se apaixonou por um cavaleiro cristão e fugiu do castelo de seu pai, o árabe Garadén, para viver com seu amado numa aldeia próxima chamada Zulema.

O Castelo

O castelo é de origem islâmica e foi construído pelos árabes “almohades” no século XII e XIII sobre assentamentos de origem ibérica e romana. Apresenta uma torre principal de cinco lados e outras duas com formato circular dispostas em alturas diferentes. A fortaleza é toda cercada por uma muralha com a função de vigilância e defesa.

A cidade de Alcalá del Jucar

A pequena cidade de Alcalá del Jucar é uma beleza que merece ser admirada pela disposição das casas de forma escalonada no morro que cerca a fortaleza, além de estar cheia de vestígios de civilizações passadas. Essas casas foram construídas pelos “almohades”, que era uma tribo árabe que dominou o norte da África e a Espanha durante os séculos XII e XIII.

O nome da cidade também vem do árabe alcalá,que significa castelo, e Jucar é o nome do rio que passa pela cidade.

A vila tem outros pontos que podemos visitar:

  • como a diferente Plaza de Toros, que é a única na Europa que tem o formato irregular;
  • A Ponte Romana, que dá acesso da “La Rambla” à “Cuesta Hondonera”. Ela separa a parte antiga e a parte mais moderna do vilarejo, e nos séculos XIV e XV serviu como um porto seco e posto aduaneiro;
  • A capela de San Lorenzo;
  • As casas cavernas, chamadas cuevas, escavadas nas rochas.

Um destaque para “Las Cuevas de Alcalá del Jucar”

Este slideshow necessita de JavaScript.

As “cuevas” são cavernas que você não pode deixar de visitar pois são muito interessantes e é um patrimônio cultural para aprendermos como viviam as civilizações naquele lugar em outros tempos.

  • La Cueva Árabe del Rey Garadén: é a mais antiga com mais ou menos 750 anos de história. Recebe esse nome por causa do rei Garadén que dominava o castelo. Esta caverna fica em pleno casco histórico da cidade e servia como aduana para os viajeiros e comerciantes que tinham que pagar os impostos ao rei Garadén. Os soldados do rei faziam a vigilância dentro da caverna para que ninguém ficasse sem fazer o pagamento. Com a dominação cristã, os árabes foram expulsos e a caverna perdeu sua utilidade, sendo transformada em local para criação de pombos.
  • La Cueva del Diablo: essa caverna fica abaixo de Cueva de Garadén que hoje em dia estão unidas graças a reformas feitas pelo atual proprietário que as transformaram num bar, discoteca e museu, com uma exposição de ferramentas e objetos utilizados antigamente. Podemos aproveitar para curtir a linda vista do rio Jucar através de um mirante ou da varanda aberta a partir da caverna. As duas cavernas (Garadén e Diablo) pertence atualmente Juan José Martínez que, coincidência ou não, tem o apelido de “El Diablo”.
  • Las Cuevas de Masagó: elas atravessam a rocha de um lado a outro e foram escavadas pelos próprios habitantes da região na época. Pode-se visitar o interior e inclusive disfrutar da gastronomia manchega num restaurante que funciona dentro da própria rocha.
  • Las Cuevas no Castelo del Jucar: se você quiser conhecer como as pessoas viviam nas casas cavernas é só vistar a que está localizada no castelo (inclusive está incluída no preço da visitação). Ela está decorada com móveis, utensílios domésticos e ferramentas utilizadas pelas pessoas que viveram ali.

As visitas ao Castelo e as Cuevas

O castelo pode ser visitado de outubro a abril das 11:00 às 14:00 e das 15:00 as 18:00.

De maio a setembro das 11:00 às 14:00 e das 17:00 às 20:00

O valor da entrada varia de 1,5 € a 2 € e não precisam de reservas prévias.

Para visitar as cavernas, o valor é de 3 € e inclui as Cuevas Árabes del Rey Garadén, Cuevas del Diablo e uma 1 bebida. Os horários de funcionamento: segunda a domingo de 10:30 a 19:30 e sábados das 10:30 às 20:30.

O vídeo sobre o castelo, as cavernas e todos os outros lugares que conhecemos no pequeno e adorável vilarejo de Alcalá del Jucar está disponível em nosso canal do YouTube.

Confira também outros castelos da Rota de Dom Quixote realizada por nós do Vinhos e Castelos.

Salud!! 🏰🏰

 

 

Booking.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!