Vinhos da variedade Riesling – degustação

Vinhos da variedade Riesling – degustação

Aqui vamos comparar dois vinhos varietais Riesling produzidos em regiões diferentes: um vinho espanhol da região de Alicante (Bodega Monóvar) e um vinho alemão da região do Mosela (Bodega Weingut Nik Weis St. Urbans Hof).

O vinho espanhol é da safra de 2017 e segundo o enólogo da bodega, foi um ano bem especial para o desenvolvimento e colheita da Riesling lá na região.

IMG_0318

Riesling Monóvar

A Riesling surgiu do cruzamento de uma variedade do norte da África que foi levada pelos romanos até às margens do Rhin (Alemanha) com uma variedade selvagem dessa região. Em Alicante (Espanha) a Riesling teve uma ótima adaptação nessa zona em parte por causa do solo calizo e pedregoso e também pelo clima mediterráneo.

Já o vinho alemão é da região do Mosela que tem grandes vales vinícolas e é banhado de sol, tem encostas bem íngremes onde o solo é de ardósia cinza prateado e ali esta variedade de uva cresce muito saborosa e animada.

IMG_0316

Riesling Nik Weis St. Urbans Hof

Análise sensorial dos vinhos:

  1. vinho espanhol
  • visual: cor amarelo dourado
  • aroma: floral, maçã verde e notas de louro
  • boca: bem secão, super refrescante, ligeiro e acidez equilibrada.
  1. vinho alemão
  • visual: amarelo pálido brilhante
  • aroma: floral, maçã verde e lima
  • boca: é uma explosão de sabores, suculento, sedoso e aparece um certo dulçor.

Em relação ao teor alcóolico:

  • o vinho espanhol tem 12,5% de volume alcoólico
  • o vinho alemão tem 9,5% de volume alcoólico

Essa diferença também tem relação pelo fato de que na região do Mosela o clima é mais frio, com características mais continentais, então o amadurecimento das uvas é mais lento, o que faz com que a concentração de açúcar na uva seja mais baixo e consequentemente teor alcoólico mais baixo.

Já em Alicante o clima é bem mais quente com influência do Mediterráneo, e ali a uva amadurece bem mais rápido e concentra mais açúcar, o que vai aumentar o teor alcoólico do vinho.

Os dois vinhos são bem interessantes e apesar de serem elaborados com a mesma cepa, são vinhos com características organolépticas bem diferentes. Isso nos leva a entender como o terroir tem uma influência indiscutível nas características sensoriais dos vinhos.

Riesling_grapes_leaves

Cepa Riesling

Harmonizaria o vinho espanhol com pescados, mariscos, saladas e vegetais. O vinho alemão vai muito bem como entrada, por exemplo, jamón com melão ou com comida tailandesa. E ambos acompanham simplesmente um ótimo papo.

Se você achou bacana, pode também assistir o vídeo sobre esse assunto lá no nosso YouTube. Salud 🍷🍷

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!