Bodega Manu Guardiola Viticultor – Espanha

Bodega Manu Guardiola Viticultor – Espanha

Um dos prazeres que temos em beber vinho está relacionado ao fato de podermos descubrir a história e a motivação que alguns produtores conseguem transmitir dentro de cada garrafa e ao bebermos, nos encantar. Para mim, a melhor relação com o vinho é essa, poder desfrutar as emoções que alguns deles conseguem despertar.

Hoje é dia de contar como foi nossa visita ao viticultor e produtor de vinhos Manu Guardiola, que nos recebeu com a maior generosidade e atenção nos mostrando sua forma de trabalho em torno do vinhedo e como elabora seus vinhos de forma artesanal.

A bodega está localizada no município de Xaló (ou Jalón) região vitivinícola conhecida como Marina Alta, na província de Alicante (Comunidade Valenciana) na Espanha.

A região além de ser rodeada de vinhedos, oferece um mercado de antiguidades que acontece aos sábados além de seus deliciosos embutidos.

História

Manu vem de uma família que sempre teve envolvimento com a viticultura na região, começando com seu avô e seu pai, que plantaram além das videiras (começaram a serem plantadas no ano de 1982), oliveiras e amendoeiras e produziam vinhos para consumo próprio.

Ele decidiu então começar seu projeto produzindo vinhos naturais com uvas de vinhedos próprios e com ajuda dos seus familiares, colocando assim em prática seus estudos em enologia.

O vinhedo e as variedade de uvas

O vinhedo é dividido em várias parcelas situados a uma altitude de 250-300 metros e de lá podemos ter uma bela vista do vale com a parte central da cidade localizada na região mais plana.

Manu pratica viticultura ecológica com o máximo de respeito pelo entorno, cultivando as variedades brancas Moscatel e Merseguera e as tintas Merlot, Syrah, Monastrell e a Giró que é uma cepa muito confundida com a Garnacha e que vem sendo resgatada na região (dedicamos um artigo exclusivo para essa variedade de uva).

Além dos vinhedos próprios vem adquirindo algumas parcelas de viticultores mais idosos que não trabalham mais a terra e portanto ficariam abandonadas. Essas parcelas são uma preciosidade, por possuírem vinhas de Giró com mais de 50 anos.

O clima da região é mediterrâneo, com verões quentes e invernos mais amenos.

A pluviometria é relativamente alta (600-800mm/ano) quando comparada com as outras áreas da província de Alicante, tendo sido o ano de 2019 bem atípico, pois teve mais chuva que o normal. Isso é interessante pois podemos perceber como o clima tem efeito nas características dos vinhos em cada safra.

O solo é bem equilibrado com areia, limo e argila e rico em calcário.

As videiras são cultivadas em terraços protegido por muros de pedra para evitar a erosão do terreno.

Os vinhos

O projeto de Manu Guardiola faz parte de um movimento de elaboração de vinhos naturais, que para nossa alegria, cresce e se espalha cada vez mais e que nós do Vinhos e Castelos apoiamos e incentivamos.

Em sua pequena vinícola ele produz seus vinhos com alma e com mínima intervenção. A fermentação é realizada com leveduras autóctonas, sem clarificação/filtração. A adição de SO₂ é bem pequena.

O resultado são vinhos com tipicidade que expressam todo o potencial da uva e da região onde são cultivadas.

Os vinhos são fermentados em depósitos de aço inoxidável de 300 e 1000 litros e descansam em barricas de carvalho usadas.

Manu produz 3 tipos de vinho: branco, rosé e tinto com o nome de Els Marges, que em valenciano quer dizer “as margens”, uma referência aos muros de pedras que fazem a proteção do terreno em platôs onde são cultivadas as vinhas.

Els Marges Blanc Brisat:

Ele é feito a partir das variedades Moscatel e Merseguera (7%).

Tem um pouco de maceração com as cascas (4 dias) e após a fermentação alcoólica deixa-se o vinho em contato com as lías mais finas.

É um vinho branco, frutado, aromático, com coloração dourada, é cheio em boca e tem uma untuosidade bem sedosa.

Els Marges Rosat:

Esse rosé é um corte de Giró, Monastrell e Merseguera elaborado com uvas colhidas mais frescas.

Sua cor é um rosa potente, em boca ele é leve, fresco e tem um equilíbrio bastante elegante.

Els Marges Negre:

Vinho tinto elaborado a partir de uma mescla de Giró (que chega dando uma carga de acidez), de Syrah, Merlot, Monastrell e Merseguera.

Ele é um vinho de maceração carbônica, onde as uvas inteiras são colocadas nos depósitos e a fermentação começa dentro da própria uva sem que a casca seja rompida. Na sequência temos a fermentação alcoólica e maloláctica seguida de uma passagem de 8 a 11 meses por barricas de carvalho francês.

O resultado é um vinho com um corpo delicioso, frutado, com muita personalidade, estruturado, envolvente com os taninos presentes e redondos. Acredito que ele pode evoluir ainda mais um tempo em garrafa e será uma agradável surpresa.

A experiência de visitar uma vinícola, poder conversar com o produtor e entender o vinho elaborado por ele, são experiências únicas, principalmente para quem quer aproveitar mais o mundo do vinho.

Se você também curte vinhos, tem vontade de conhecer de perto como funciona uma vinícola e curtir a beleza dos vinhedos na Espanha, venha fazer enoturismo com a gente. O Vinhos e Castelos tem ótimas opções que podem ser personalizadas para atender você aqui na Espanha. Para saber mais informações sobre a Experiência Enoturismo Vinhos e Castelos, mande uma mensagem para nosso WhatsApp ou nos envie um e-mail para vinhoescastelos@gmail.com.

Ahhh, aproveite também para assistir o vídeo que fizemos lá na vinícola e que já está disponível em nosso canal no YouTube.

Salud 🍷🍷

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!