Vinhos da Sicilia – Itália

Vinhos da Sicilia – Itália

Hoje é dia de conversarmos sobre a ilha italiana da Sicilia cuja capital é a cidade de Palermo. Ela tem uma rica história, além de ser uma região vitivinícola muito importante com uma diversidade de torroirs muito grande.

Já foi uma das regiões vinícolas mais produtivas da Itália porém atualmente optou por ter maior qualidade que quantidade.

A história do vinho na Sicilia

Foram os fenícios que iniciaram o cultivo da videira e a elaboração do vinho na Sicilia, porém foram os gregos que introduziram as cepas de melhor qualidade.

  • Alguns historiadores relatam que antigamente na região de Siracusa (província siciliana), havia um vinho chamado Pollios, em homenagem a Pollis de Agro (que foi um ditador nessa região), que se tornou famoso na Sicilia no século VIII-VII a.C.. Esse vinho era um varietal de Byblia, uva originária da área mais oriental do Mediterrâneo, dos montes de Biblini na Trácia (antiga região macedônica que hoje é dividida entre a Grécia, Turquia e Bulgária). O historiador Saverio Landolina Nava (1743-1814) relatou que o Moscato de Siracusa deriva desse vinho de Biblini, sendo classificado como o vinho mais antigo da Itália.
  • Já o vinho doce Malvasia delle Lipari (Denominação de Origem do norte da Sicilia) parece ter sua origem na época da colonização grega na Sicilia. Lipari é uma cidade que pertence ao arquipélago das ilhas Eólicas.
  • Durante o Império Romano, o também vinho doce Mamertino (outra Denominção de Origem) produzido no norte da Sicilia, era muito apreciado por muitos, inclusive por Júlio César e era exportado para Roma e África.
  • A viticultura na região sofreu uma grande redução com a queda do Império Romano, porém durante a dominação árabe foi introduzida a variedade de uva Moscatel de Alexandria na ilha Pantelleria, que mantém ainda hoje ali o nome árabe Zibibbo. Os árabes introduziram na Sicilia suas técnicas de viticultura e também o processo de passificação das uvas.
  • No século XVIII a indústria enológica na Sicilia teve um grande avanço e começou a produzir o vinho de Marsala que conta atualmente com uma Denominação de Origem Protegida. Esse vinho se tornou conhecidíssimo no resto da Europa graças a um navegante e comerciante inglês chamado John Woodhouse, que ancorou sua embarcação no porto de Marsala para se proteger de uma tempestade. Foi quando provou o vinho local e se apaixonou, resolvendo levar alguns barris para a Inglaterra. O vinho de Marsala fez tanto sucesso por lá que Woodhouse começou a investir na Sicilia comprando vinhedos e construindo vinícolas para produzir vinho de Marsala, se tornando um empresário do setor vitivinícola de grande êxito.
  • Como na maioria dos vinhedos da Europa, a Phylloxera também atingiu a ilha Salinas, no norte da Sicilia, provocando uma devastação dos vinhedos que foram se recuperando gradativamente com a plantação de novos vinhedos e a criação em 1973 da Denominação de Origem Malvasia delle Lipari.

Sicilia: geografia, clima e solo 

A região possui um clima e um solo que favorecem muito a viticultura e a elaboração de vinhos, sendo uma das principais atividades econômicas da ilha italiana.

  • A topografia é variada, formada por colinas, montanhas, planícies e o majestoso vulcão Etna. Encontramos vinhedos por toda parte, que vão das colinas até a parte costeira.

Nas colinas os vinhedos são cultivados em terrazas que chegam inclusive a uma altidude de 1300 metros, o que as videiras adoram, pois proporciona muita luminosidade e uma ótima drenagem. Encontramos vinhedos também na parte costeira da ilha.

  • O clima na Sicilia é mediterrâneo, mais quente na área mais costeira e no interior da ilha é temperado e úmido, podendo ás vezes apresentar temperaturas bem elevadas por influência de ventos procedentes da África. Também possui uma quantidade grande de microclimas por causa da influência do mar.

As chuvas são mais comuns durante o inverno com cerca de 600mm anuais. Os vinhedos sicilianos necessitam portanto serem regados.

  • O solo na ilha é muito variado e rico em nutrientes em razão das erupções vulcânicas do Etna. Encontramos solos arenosos, argilosos e de composição calcária. Em uma parte da ilha o solo é constituído de gneiss, que é um tipo de rocha metamórfica composta de granito.

As Denominações de Origem da Sicilia

Os vinhos da região italiana da Sicilia podem estar amparados por:

  • Denominação de Origem Controlada e Garantida (DOCG): única da Sicilia é DOCG Cerasuolo di Vittoria com as variedades Frappato e Nero d’Avola.
  • Denominação de Origem Controlada (DOC): a DOC Sicilia foi criada em 2001 substituindo a IGT de 1995 e engloba todo o território da Sicilia e é formada por pequenas e grandes vinícolas. Inclui vinhos tranquilos brancos, tintos e rosés, vinho espumantes branco e rosé, e também vinho de colheitas tardias.

 Regiões vitivinícolas da Sicilia                

Em quase todas as localidades da Sicilia se elaboram vinhos, e essas regiões vitivinícolas contam com várias DOC.

  • Catânia: nessa província siciliana é onde está localizado o vulcão Etna e foi a primeira região a ser conquistada pelos gregos. Com seu solo vulcânico fértil e com excelente vinhos elaborados a partir da variedade tinta Nerello Mascalese.
  • Messina: é uma das três maiores cidades da Sicilia sendo o ponto mais próximo da ilha e a parte continental italiana, fazendo parte do início da rodovia do vinho. É onde encontramos o antigo e famoso vinho Mamertino ligado a antiguidade clássica e atualmente protegido por uma Denominação de Origem (DOC Mamertino di Milazzo) que podem ser vinhos tintos ou brancos, elaborados a partir da variedade Nero d’Avola, Catarrato, Grillo e Inzolia.

Os tintos Mamertinos de Nero d’Avola são agradáveis, frutados, secos, com bom corpo e equilibrados.

Os brancos Mamertino de Grillo-Ansonica (Inzolia) são vinhos delicados, frutados, secos e bem frescos.

Outro vinho de Messina é o Malvasia delle Lipari – Denominação de Origem dos vinhos elaborados a partir da variedade Malvasia nas Ilhas Eólicas, sendo Lipari a maior ilha. Esses vinhos possuem diferentes tipos, dependendo do teor de açúcar residual, que podem ser secos ou doces naturais.

  • Siracusa: a cidade de Siracusa foi fundada pelos gregos a mais de 2500 anos. Os vinhos de sobremesa mais famosos dessa região são o Moscato di Siracusa e o Moscato di Noto que atualmente estão quase extintos. Hoje em dia os vinhos dessa região são regulamentados pela DO Siracusa que produz vinhos tintos e brancos, principalmente das variedades Moscato Bianco, Nero d’Avola e Syrah.
  • Enna: não possui uma Denominação de Origem. As uvas mais cultivadas são Catarrato, Calabrese, Inzolia, Trebbiano Toscano, Nerello Capuccio.
  • Palermo: região que produz vinhos frescos e frutados com as D.O. Alcamo, Contessa Entellina, Monreale, Condado Sclafani.
  • Trapani: região localizada no extremo ocidental da Sicilia. Foram os gregos os primeiros a cultivar videiras na cidade Marsala, seguidos pelos fenícios e os romanos. Uma das principais Denominações de Origem da província é Marsala, que foi reconhecida em 1969 promovendo a regulamentação das uvas permitidas (Nero d’Avola, Perricone, Nerello Mascalese, Grillo, Grecanico, Catarrato, Inzolia) e a classificação dos vinhos em função do tempo de envelhecimento, cor e açúcar residual:
    1. Fine: 1 ano
    2. Superiore: 2 anos
    3. Superiore Riserva: 4 anos
    4. Vergine Soleras: 5 anos
    5. Vergine Stravecchio: 10 anos
    6. Secco: < 40 g/l
    7. Semi-secco: 40 a 100 g/l
    8. Dolce: > 100 g/l
  • Ragusa: A maioria dos vinhedos dessa região são plantados nas planícies litorâneas. É a única da Sicilia a ter uma DOCG (Denominação de Origem Controlada e Garantida). A DOCG Cerasuolo Di Vittoria permite somente a elaboração de vinhos tintos produzidos a partir das variedades Nero d’Avola e Frappato. Os vinhos são equilibrados com aromas de flores e cereja, com sabor seco, amplo e harmônico.
  • Agrigento: A produção nessa região é 80% de vinho branco, sendo a segunda em volume de produção da Sicilia.

As variedades de uvas da Sicilia

A viticultura siciliana é contemplada tanto com uma ampla quantidade de variedades autóctonas como também com cepas forâneas.

A variedade tinta que se destaca na Sicilia é a Nero d’Avola (ou Calabrese) que é vinificada como varietal (vinhos elaborados a partir de uma só variedade de uva) ou em corte (com duas ou mais variedades) com uvas forâneas.

As outras variedades tintas que encontramos:

  • Cabernet Sauvignon
  • Cabernet Franc
  • Merlot
  • Syrah
  • Nerello Mascalese
  • Nerello Capuccio
  • Frappato
  • Sangiovese
  • Pinot Nero, …

As uvas brancas destacamos:

  • Grillo
  • Catarrato
  • Carricante
  • Inzolia
  • Moscato di Panteleria
  • Grecanico
  • Trebbiano Toscano
  • Malvasia
  • Chardonnay
  • Sauvignon Blanc, …

Degustando um vinho siciliano                             

Na Sicilia encontramos vários estilos de vinho como brancos, tintos, rosés, secos e doces com características únicas e com personalidade própria.

E como sempre dizemos que a melhor maneira de aprender sobre vinhos é realmente bebendo, hoje vamos degustar um vinho siciliano da região de Agrigento e Ragusa.

Ele é um monovarietal de Syrah procedente de vinhedos de duas regiões sicilianas: Agrigento e Ragusa, com fermentação alcoólica e maloláctica, envelhecido durante 10 meses em barricas de carvalho francês.

  • Análise sensorial:
    1. Cor: vermelho rubi profundo
    2. Aroma: uma mistura muito equilibrada de frutas como amoras. Tem também uma pimenta preta e tomilho. E um toque de baunilha e chocolate.
    3. Gosto: os taninos estão bem aveludados e agradáveis com uma acidez equilibrada.

A Itália é um país com uma tradição vitivinícola extraordinária e a Sicilia como podemos ver é a ilha onde o vinho desperta com muito prazer os nossos sentidos.

Temos um vídeo em nosso canal no YouTube sobre os vinhos da Sicilia.

Então não perca tempo! Escolha um vinho da Sicilia enquanto assiste ao vídeo. Aprendizado e prazer garantido.

Se desejar pode adquirir seu vinho com um de nossos parceiros na comodidade de sua casa e sem nenhum custo adicional. Basta visitar nossa página “Compre seu Vinho” e escolher onde comprar.

Salud 🍷🍷!!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!