Chardonnay e toda sua versatilidade

Chardonnay e toda sua versatilidade

Essa variedade de uva branca cultivada em quase todos os países produtores é capaz de produzir vinhos de grande qualidade. 

Vamos falar sobre as características dos vinhos Chardonnay, qual a origem dessa uva tão querida que costuma agradar muitíssima gente que curte vinho, e vamos também sugerir algumas comidas que, na nossa opinião, vai muito bem com um Chardonnay. 

A Chardonnay tem sua origem na região francesa da Borgonha, ainda que existam teorias de que se trata do cruzamento entre uma variedade da Croácia e a Pinot Noir. Outra hipótese é ela seria uma variedade típica de Jerusalém e que foi introduzida na França pelos templários durante as Cruzadas.

A Chardonnay é uma variedade de uva bem conhecida no mundo inteiro, e ao contrário de algumas uvas brancas bastante aromáticas, a Chardonnay é muito versátil, com suas características de aromas e sabores mais sutis, e por esse motivo seus vinhos são capazes de expressar o terroir com muita “força”, portanto com muitas diferenças de um vinho para o outro dependendo da região. 

Básicamente podemos encontrar dois estilos de Chardonnay:

  • Mais leves, frescos e minerais – não tem passagem por madeira
  • Mais robustos e gulosos – com passagem por madeira 

Em razão da versatilidade dessa cepa, os vinhos elaborados a partir da Chardonnay podem ser:

  • Amplos ou bem ligeiros em boca. 
  • Vinhos tranquilos ou espumante (é uma das variedades presentes no Champagne)
  • Secos
  • Acidez moderada
  • Grande capacidade para envelhecimento
  • Carácter frutado em nariz e em boca (maracujá, melão, abacaxi, maçã, pera)
  • Aromas e sabores do Chardonnay com influência da barrica de madeira: textura  mais cremosa, baunilha, manteiga, coco, caramelo. 
  • Teor alcoólico médio para alto. 

Agora seguem algumas sugestões que gostamos para combinar um vinho Chardonnay com comidas. 

Vamos dividir a harmonização em duas categorias: Chardonnay com e sem passagem por madeira.

Com passagem por madeira: 

  • Massas com molho de creme de leite ou manteiga
  • Paella 
  • Peixes defumados

Sem passagem por madeira: 

  • Ostras, lagosta
  • Frango 
  • Mexilhão ao vapor 
  • Embutidos

Além de poder acompanhar esses e outros pratos, beba um Chardonnay mais envelhecido e maduro sem nenhuma comida, e vá prestando atenção e se deliciando com a complexidade de aromas e sabores que esses vinhos podem te oferecer. Garantia de prazer total.

Bons vinhos 🍷🍷

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

8 Comentários